Bee Creative » » Futuro do Snapchat

Futuro do Snapchat

12-11_noticia

As últimas semanas não foram fáceis para o Snapchat. Na quarta-feira, 8, a Snap Inc veio a público desmentir os boatos de que o aplicativo deixaria de funcionar no próximo dia 14 de novembro. Os boatos surgiram na semana passada, após Evan Spiegel, fundador e CEO do Snapchat, ter falado com a Fox News sobre os rumos da empresa. Para agravar a crise de imagem, na última segunda-feira, 6, o aplicativo ficou instável, chegando a ficar fora do ar por mais de duas horas. Além disso, uma outra notícia pode mudar o futuro da companhia. A chinesa Tencent, dona do aplicativo chinês WeChaT comprou 12% do capital da Snap e terá papel importante, sobretudo, em novos formatos.

Também no Twitter da Snap, foi desmentida a informação do fim do aplicativo. Essa série de mal-entendidos envolvendo ocorrem na mesma semana em que a empresa divulgou seu balanço trimestral, na última terça-feira, 7. O faturamento cresceu 62% para US$ 207,9 milhões. O prejuízo da companhia, no entanto, teve um pico saltando de US$ 124,4 milhões no segundo trimestre para US$ 443,1 milhões no terceiro. É o terceiro balanço que o Snap publica depois de sua abertura de capital, em março deste ano, quando levantou US$ 3,4 bilhões.

Ao comentar os resultados, Evan Spiegel afirmou que a empresa fará mudanças no aplicativo. Ele não deu detalhes, mas falou sobre redesenhar o app para ser mais bem utilizado por pessoas mais velhas e também deve passar a ordenar o feed por meio de algoritmos. “Ao longo dos anos, ouvimos que o Snapchat é de difícil compreensão e uso. Nossa equipe vem trabalhando para responder a esse feedback”, afirmou Spiegel.

Ele ressaltou que as mudanças podem, inclusive, alterar o comportamento da comunidade no aplicativo. “Existe a possibilidade de que o redesenho da nossa aplicação seja perturbador para nossos negócios no curto prazo e ainda não sabemos como o comportamento da nossa comunidade mudará quando começarem a usar o aplicativo atualizado. Estamos dispostos a assumir esse risco para o que acreditamos ser benéfico no longo prazo para nossos negócios.” As mudanças poderiam afastar os adolescentes, público que representa uma parcela importante dos usuários da plataforma.

O desafio para as marcas

Sempre que se discute sobre o Snapchat é importante separar a realidade do aplicativo nos Estados Unidos e no Brasil. Por lá, a evolução e a proximidade da empresa com marcas estão em um nível muito mais maduro do que no Brasil. Aqui, a empresa passou a ter uma representação somente no ano passado. Nos Estados Unidos, as ações e cases no Snapchat são muito mais consistentes e frequentes.

“O aplicativo do Snapchat surgiu como febre, viralizou e ganhou muitos usuários no mundo inteiro focando principalmente em adolescentes que buscavam uma rede social onde pessoas mais velhas, pais e parentes não estavam. O conceito do conteúdo que expira em 24h atraiu também atenção das marcas, que queriam estar na plataforma e atingir esse público muito engajado. Mas o que ainda dificulta o trabalho é que como a plataforma não permite nenhum nenhum tipo de integração através de tecnologia, o processo se tornava muito manual e burocrático”, aponta Carlos Tristan, cofundador e CMO da plataforma de influência Squid.

Catherine Boyle, analista-chefe da eMarketer, explica que, mesmo no contexto americano, a plataforma ainda dá poucas informações para o mercado e dificulta a inclusão do Snapchat em estratégias de marketing. “O Snapchat está causando uma certa excitação para as marcas. Eu tenho observado que nos Estados Unidos a adoção de estratégia de anúncio pago pelas marcas vem aumentando. O grande desafio ainda é a falta de informação. Existe dúvida sobre o target, métricas. ”

 

Via Meio e Mensagem


 


Untitled 2

Brasil lidera lista mundial de acesso às redes sociais

Além de “país do futebol”: o Brasil lidera o ranking…

0367_noticia

Truck Johnnie Walker

O “Johnnie Walker On The Road” – é um truck,…

18

Facebook passa a permitir download de álbuns de fotos

O armazenamento de imagens pessoais no Facebook se tornou algo…

01-04_noticia

Novo formato de anúncio – Facebook

O Facebook lançou, mundialmente, o Collection: um formato de anúncio…

site bee

Capa para iPhone movida à energia solar

A empresa Ascent Solar Technologies lançou uma linha de cases…

shutterstock_118462969

Mercado de comunicação responde por 3,15% do PIB brasileiro

A Associação Brasileira de Agências de Publicidade (ABAP) divulgou a…

noticias_leag

Bee Creative integra maior rede mundial de agências

A Bee Creative acaba de conquistar seu espaço ao lado…

Untitled 2

Mercado de publicidade móvel quase quadruplica no Brasil

Em um ano, o mercado de publicidade móvel no Brasil aumentou…

Servico vai remunerar usuario que ve comerciais na web

Serviço vai remunerar usuário que vê comerciais na web

Pontos poderão ser trocados por conteúdo de lojas online Vídeos…